O que é o evangelho?

23/04/2013 22:48

Evangelion originalmente denotava recompensa por dar boas novas. Mais tarde, a idéia de recompensa caiu e a palavra passou a representar as próprias “boas novas”. No Novo Testamento, “evangelho” denota as “boas novas” do reino e da salvação por meio de Jesus Cristo, a serem recebidas pela fé, com base em Sua morte expiatória, sepultamento, ressurreição e ascensão (At 15:7; 20:24; 1 Pe 4:7). O apóstolo Paulo, por sua vez, usa o termo em dois contextos associados, mas distintos, a saber:

  1. Historicamente - os fatos básicos da morte, sepultamento e ressurreição de Cristo (1 Co 15:1-3), indispensáveis no contexto de qualquer evangelização;
  2. Doutrinariamente - a interpretação destes fatos (Gl 1:7,11; 2:2). Nos textos referenciados pode-se observar uma defesa da graça ameaçada pelos ensinos dos fariseus, momento em que Paulo escreve para evitar a distorção do evangelho (leia os dois primeiros capítulos de Gálatas para conferir o contexto). Em Gl. 2:14, “a verdade do evangelho” denota não o evangelho do ponto de vista histórico, mas o verdadeiro ensino do evangelho em contraste com as perversões que são feitas dele:

11 Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti-lhe face a face, porque se tornara repreensível. 12  Com efeito, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, comia com os gentios; quando, porém, chegaram, afastou-se e, por fim, veio a apartar -se, temendo os da circuncisão. 13  E também os demais judeus dissimularam com ele, a ponto de o próprio Barnabé ter-se deixado levar pela dissimulação deles. 14  Quando, porém, vi que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho, disse a Cefas, na presença de todos: se, sendo tu judeu, vives como gentio e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?” (Gálatas 2:11-14 RA)

Pr. Sólon Lopes Pereira


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!