Carta 054

03/03/2016 23:07

Em 3/3/2016, Pr. (...) escreveu:

Prezado Pr, Sólon, a paz do Senhor, obrigado pela resposta, e aguardo no Senhor, para que tudo se encaminhe para que este ministério se instale aqui em (...).... Embora precisamos, conhecer melhor, e termos mais contato, para uma melhor analise, dentro das escrituras, com o propósito de sermos servos na mão de Deus....Eu e minha família, como também alguns irmãos aqui, precisamos de uma congregação, para reunirmos com o proposto de cultuar ao Senhor....Temos no coração, até o desejo de abrir uma congregação, porém esbarramos nas condições financeira da atualidade.

Obrigado pelo convite para participar do seminário, tenho até vontade de ir, porém como já mencionei, a situação financeira não nos dáa condição no momento, mas todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus....

Deus abençoe em nome de Jesus

 

A paz do Senhor...

 

Pr. (...) ...

 

Resposta, em 3/3/2016

Prezado Pr. (...) , que a paz do Senhor Jesus seja com toda a sua casa.

 
Sem dúvida, não podemos errar o caminho e a bíblia sagrada é a nossa única fonte confiável para nos apontar a direção a seguir.
 
"A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho." (Sl 119:105)
 
Ao iniciar este ministério eu também não tinha nem um centavo, porque, a pedido do Pr. Ademir, pouco antes de deixar a CEEN  fiz uma grande despesa para ajudar um trabalho que estava se iniciando fora de Brasília. Assim, fiquei sem recursos para começar a ICC. Mas, eu tinha a fé e a certeza de que esse era um projeto de Deus para nós. Hoje, compreendo que foi assim para que Deus pudesse nos colocar à prova, já que eu havia acabado de escrever o livro "Dízimos e Ofertas: pretextos dos impiedosos". Essa foi, portanto, a nossa prova de fogo. Se minha compreensão das escrituras sagradas estivesse errada, eu não iria conseguir dar nem o primeiro passo.
 
Entretanto, agindo com fé, fomos abençoados com um local cedido por um irmão, onde eu não tinha despesas e podia fazer algumas reuniões semanais com mais duas pessoas. Mais um pouco de paciência e perseverança e Deus nos enviou algumas senhoras para nos ajudar em oração. Então, fui encorajado a fazer uma grande compra no meu cartão de crédito para  reformar a cobertura da loja de um irmão, onde ficamos nos reunindo por um ano. Naquela ocasião, passei o "outubro rosa" e avisei à Roseli, minha esposa: bom, agora vamos passar pelo "novembro negro", pois as despesas foram maiores do que eu imaginava. Mas, Deus não nos desamparou. Logo no início do mês de novembro, enquanto eu estava à serviço na cidade do Rio de Janeiro, Roseli me ligou e disse que havia recebido uma ligação da gerente do banco dizendo que havia um precatório para recebermos. Naquele instante, pensei que fosse algum golpe e disse para a ela não fazer nada até que eu retornasse a Brasília. 
 
Era a mão de Deus nos provando que estávamos no caminho certo! Recebi um valor mais que suficiente para todas as despesas que eu havia feito e passei um "novembro azul"! 
 
Seis meses depois, já estávamos mudando para o salão em que estamos atualmente. Fiz outra reforma e estamos adequadamente instalados para a glória do Senhor! Hoje estou ainda mais convicto de que anunciando a verdade acerca de dízimos e de ofertas somos muito abençoados! Nada nos faltou desde então. Conseguimos fazer dois seminários e um casamento. Nunca nos omitimos em ajudar quem precisa e realizamos uma ação de assistência fraternal todos os meses. 
 
Não vamos ficar ricos e não ajuntamos dinheiro, mas, com certeza, dinheiro nunca foi e nunca será impedimento para cumprirmos nossa missão. Eu aprendi isso com a instrução que Jesus deu aos seus discípulos quando os enviou a pregar o evangelho:
 

7. Por onde forem, preguem esta mensagem: ‘O Reino dos céus está próximo’. 8. Curem os enfermos, ressuscitem os mortos, purifiquem os leprosos, expulsem os demônios. Vocês receberam de graça; dêem também de graça. 9. Não levem nem ouro, nem prata, nem cobre em seus cintos; 10. não levem nenhum saco de viagem, nem túnica extra, nem sandálias, nem bordão; pois o trabalhador é digno do seu sustento. (Mateus 10:7-10)

 

Amado, essa é a nossa experiência e também pode ser a sua. Apenas creia! Nunca vacile diante das mensagens materialistas, gananciosas que levam muitos a crerem que são abençoados somente quando estão com dinheiro no bolso. Isso não é verdade! Somos abençoados quando estamos com Jesus em nossos corações, reproduzimos seus ensinamentos e praticamos a sua palavra.
 
Como sempre, estarei aguardando com paciência e perseverança! Deus proverá!
 
O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.
 
Pr. Sólon

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!