9 - A arca da aliança

09/04/2015 21:13
TEXTOS: 2 SAMUEL 6:1-11 e 1 Cronicas 13:1-14

11 Ficou a arca do SENHOR em casa de Obede-Edom, o geteu, três meses; e o SENHOR o abençoou e a toda a sua casa.” (2 Samuel 6:1-11 RA)

Objetivo

Observar o quanto uma casa (família) pode ser abençoada quando abre a porta de sua casa para a habitação de Jesus Cristo. O mesmo ocorre quando uma família permite que sua casa seja um local para a pregação da palavra de Deus, em reuniões de um grupo familiar.

Contexto

A Arca da aliança representava a presença de Deus no meio do seu povo, mesmo no período da peregrinação pelo deserto. Ela ficava no local mais reservado do tabernáculo e do templo (“santíssimo lugar”) e guardava o testemunho da aliança de Deus com o homem (1 Reis 8:9; 2 Crôn 5:10 e 2 Cron.6:11).

Durante uma batalha, os filisteus capturaram a arca e a levaram para os seus territórios, mas tiveram que devolvê-la, porque ela havia trazido maldição para eles, (1 Sam. 6). Ao ser devolvida, a arca foi levada para a casa de Abinadabe, onde permaneceu por 100 anos (1 Sam. 7:1)

No tempo em que Davi governou Israel, consultou toda a congregação e resolveu buscar a arca da aliança para que fosse recolocada em seu lugar.

No caminho de retorno da arca, Uzá foi castigado por não obedecer as instruções que Deus havia dado quanto à maneira de se transportar a arca. Ela deveria ser levada nos ombros dos levitas da família de Coate, por meio de varais especiais (Num 4:4, 15; Num 7:9).  Por essa inobservância das instruções do Senhor, Usá morreu e grande tristeza tomou conta de todo o povo e do Rei Davi, que deixou a arca por três meses na casa de Obede-Edom (1 Cron 13:10-14).

Davi somente despertou para o seu erro quando viu as consequências de não se observar os preceitos divinos. Ante aquela tragédia, ele ficou temeroso e decidiu corrigir suas atitudes dali em diante. Assim, deixou a arca do Senhor na casa de Odebe-Edom por três meses, período em que toda a casa de Obede-Edom foi grandemente abençoada.

Após essa experiência, Davi providenciou todas as coisas para que o transporte da arca fosse realizado da maneira que Deus havia instituído (1 Cron 15:13-15).

 

 

Aplicação

Não andar segundo os preceitos divinos pode gerar muitas consequências para nossas vidas. Muitos problemas dos homens seriam evitados se seguissem os conselhos de Deus.

O fato é que temos que buscar o conhecimento da vontade de Deus para que possamos aplicá-la no nosso viver e, assim, evitemos muitas aflições.

Por mais que nossas intenções sejam boas e as nossas soluções para os problemas da vida sejam bem pensados (carros novos), isso não é garantia de sucesso em nossa jornada. O nosso coração deve ser reto e obediente à vontade de Deus.

A arca em minha casa

Essa passagem bíblica, além de nos mostrar a importância de andarmos segundo os preceitos de Deus, também nos mostra o quanto somos abençoados quando recebemos Deus em nossas vidas e em nossos lares, especialmente quando a nossa casa se abre para a pregação e para o ensino da palavra de Deus, pois aquele que leva as boas novas do evangelho são bem-aventurados.

“Que formosos são sobre os montes os pés do que anuncia as boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia coisas boas, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina!” (Isaías 52:7 RA)

Conclusão

Desejamos muitas bênçãos de Deus para as nossas vidas (saúde, paz, libertação, bênçãos espirituais, emocionais, prosperidade etc.) ao passo que também desejamos ficar livres de problemas e aflições. Enquanto perseguimos todas essas coisas não podemos desprezar a palavra de Deus, que nos dá direção segura e nos livra de muitos infortúnios.

Recebamos, hoje, Deus em nossas vidas. Procuremos corrigir as nossas atitudes que não estejam de acordo com a palavra de Deus e estejamos sempre prontos para que nossas vidas sejam instrumentos para a disseminação das boas novas do evangelho.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!