2 - O projeto de Deus para o resgate do homem

09/04/2015 21:25

Na primeira lição aprendemos um pouco sobre a criação, como Deus fez todas as coisas e que tudo o que Ele criou era bom, inclusive o ser humano e Lúcifer. Vimos, também, que Lúcifer se rebelou contra Deus e se tornou o seu adversário, Satanás. Por fim, aprendemos que o homem também se rebelou contra Deus ao lhe desobedecer, vindo a pecar contra o criador e, por isso, foi expulso de sua santa presença.

É desse ponto que se inicia este estudo. A partir do momento em que o homem fica só, afastado de Deus, entregue à maldição do pecado, sujeita-se à morte. Mas, não é só. O pecado deixou ao homem várias outras consequências. Além de colocá-lo exposto a danos causados por espíritos das trevas, o pecado pode lhe trazer dor, doenças, solidão, medo, violência, depressão, traição, injustiça, criminalidade, suicídio... a lista extensa.

E para aprendermos a escapar de tantos males causados pelo pecado e por demônios é que nesta lição vamos estudar sobre o plano de resgate que Deus estabeleceu para socorrer o homem.

Deus não queria ver a “coroa da sua criação” (Hebreus. 2:7), a humanidade, numa situação tão triste. A culpa não era de Deus. Foi uma escolha do homem, que usou o seu livre arbítrio como uma arma contra si mesmo! Deus poderia deixá-lo entregue à sua própria condenação ou, quem sabe, poderia eliminar toda a humanidade. Mas, não foi o que ele fez! Deus livrou da morte o primeiro homem e estendeu esse benefício a toda a sua descendência. Com base no modo como salvou Adão e Eva, estabeleceu UM PLANO para nos resgatar da condenação que paira sobre toda a humanidade por causa do pecado.

Então, vamos aprender como Deus estabeleceu o caminho da salvação para o homem.

Primeiramente, devemos compreender que desde o princípio Deus havia estabelecido como regra imutável que o pecado levaria à morte. Essa morte compreendia não apenas o fim da carne, a qual tornaria ao pó, mas incluía a prisão da alma do homem, que estaria condenada à eterna separação de Deus e a viver a mesma condenação estabelecida para o Diabo e seus anjos: o lago de fogo. A essa prisão eterna da alma, Deus chama de morte eterna.

 

Complete os versículos que nos mostram esses princípios divinos:

(Gênesis 2:16-17) 16 E o Senhor Deus lhe deu esta _______________: De toda árvore do jardim comerás livremente, 17 mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres [desobedecendo meu mandamento], certamente _____________________.

(Ezequiel 18:4) “Eis que todas as almas são minhas [de Deus]; como a alma do pai, também a alma do filho é minha; a alma que ___________, essa _________________.”

(Romanos 6:23) “porque o salário [recompensa] do pecado é a ___________, mas o _________ gratuito de Deus é a __________________ em Cristo Jesus, nosso Senhor.”

Foi exatamente isso o que aconteceu com Adão e Eva. Eles pecaram e sofreram a condenação da morte. É bom lembrar que eles foram criados para viver eternamente no paraíso de Deus e em sua santa presença. Assim, foram criados para viver sem passar pela morte física e sem ser lançados da presença de Deus, eternamente. Mas, como pecaram, morreram. E por que morte os dois passaram? Somente pela morte física (do corpo), pois Deus providenciou um plano para que a alma deles fosse preservada de sofrer a mesma condenação do Diabo e de seus demônios.

E como Deus salvou a alma de Adão da condenação eterna?

Quando Adão e Eva pecaram, Deus os procurou no final do dia e não os encontrou onde sempre os encontrava. Por que? Porque os olhos deles foram abertos para a malícia, quando comeram do fruto proibido, da árvore do conhecimento do bem e do mal. E, por causa da malícia, perceberam que estavam nus e quiseram se esconder de Deus, porque tiveram medo de Deus e vergonha da nudez. Quando Deus os chamou, eles receosos e envergonhados tentaram se cobrir com folhas de uma figueira, mas as folhas não podiam cobri-los decentemente e permanentemente. As folhas se secavam rapidamente e assim eles não podiam se apresentar diante de um Deus santo. Assim, estiveram por um tempo afastados da presença de Deus e expostos à ação de Satanás, que já planejava levar suas almas para o inferno, separando-os definitivamente de Deus.

Em sua misericórdia, Deus decide reaproximar o Adão e Eva de sua santidade. Para isso, eles deveriam ser cobertos, já que suas consciências haviam experimentado o conhecimento do mal e a malícia já estava instalada em suas mentes. Então, Deus mata um animal inocente, que não tinha nada a ver com o pecado desses dois. Deus tira a pele desse cordeiro servir de cobertura (vestes) a esses pecadores. Desse modo, recobertos pela pele de um animal inocente, os dois puderam tornar à presença de Deus e voltar a conversar com Ele. A isso chamamos de comunhão com Deus. Significa estar na presença Dele e poder estabelecer um relacionamento íntimo com Ele. E esse relacionamento pode se estender para todo o sempre, mesmo após a nossa morte física, pois a nossa alma continuará existindo.

Foi assim que Deus salvou Adão e Eva da condenação eterna (morte eterna, inferno), trazendo-os de volta a Si mesmo. Para tanto, um cordeiro inocente morreu. A pele do cordeiro revestindo Adão e Eva, além de dar a eles condições de se reaproximar de Deus, era a prova de que um sacrifício havia sido realizado por causa do pecado deles.

E quem deveria morrer?

Quem deveria morrer era Adão e Eva, pois foram eles que pecaram, deixando-se influenciar pelo maligno e experimentando o conhecimento do mal, que abriu suas mentes para uma malícia que antes eles não tinham.

Mas, Deus aceitou que um inocente morresse no lugar deles, já que estavam arrependidos. Sim, eles estavam tão arrependidos e desejosos de voltar à presença de Deus que tentaram resolver o problema de sua própria maneira, com folhas de figueira. Deus viu neles o arrependimento e o esforço e decidiu salvá-los. Fez isso porque é misericordioso e amoroso, já que eles mereciam a morte. Se eles fossem lançados na mesma condenação de Satanás, isso não seria uma injustiça da parte de Deus, pois eles previamente já sabiam qual seria a consequência da desobediência.

Agora, preencha os versículos bíblicos que nos mostram os fatos que relatamos:

(Gênesis 3:6-11; 19-21) 6 Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu e deu também ao marido, e ele comeu. 7 ___________________________________ de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram _______________________________ e fizeram cintas para si.  8 Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no jardim pela viração do dia, __________________________________________________________, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim. 9 E chamou o Senhor Deus ao homem e lhe perguntou: _______________________? 10 Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo, e me escondi. 11 Perguntou-lhe Deus: Quem te fez saber que estavas nu? Comeste da árvore de que te ________________ que não comesses? (...)  19 No suor do rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, pois dela foste formado; porque tu és _______ e ao pó ____________________. (...) 21 Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher e os vestiu.

Foi dessa mesma maneira que Deus resgatou Adão e Eva da condenação eterna.

Agora é a nossa vez!

Hoje, Deus faz o mesmo conosco. Com base no mesmo princípio utilizado no Éden, Deus preparou para todo o homem um PLANO DE SALVAÇÃO.

O princípio é: o pecado produz morte e condenação, mas Deus aceita que um inocente morra no lugar do culpado para que o pecador seja justificado e se apresente a Deus e com Ele possa permanecer eternamente, mesmo após a morte física. A isso chamamos de vida eterna.

Assim como Deus foi misericordioso com Adão, assim ele é conosco. Complete o versículo a seguir que nos mostra esse fato:

(Efésios 2:1) “E vos ____________, estando vós ____________ nos vossos delitos e  _______________”.

Agora, vamos ver como o plano de Deus para a nossa salvação nos está proposto hoje, ainda que sejamos pecadores.

Como vimos, por um homem (Adão) o pecado entrou no mundo. Com isso, nos tornamos herdeiros do pecado de Adão e, do mesmo modo que ele, precisamos de salvação da condenação reservada ao pecador original. Complete o versículo que nos mostra essa verdade bíblica:

(Romanos 5:12 e 19) “Portanto, como por um homem entrou o ____________ no mundo, e pelo pecado a ____________, assim também a morte passou a todos os homens por isso que ___________ pecaram. Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela ________________ de um [cordeiro inocente] muitos serão feitos justos.”

Como podemos observar no versículo acima, todos os homens são pecadores pela herança que Adão transmitiu a toda a humanidade. Por outro lado, todos os homens podem ser justificados pela morte de um inocente – Jesus. É assim que Deus nos aceita em sua presença, revestidos com uma marca que prova que um inocente morreu em nosso lugar – o sangue de Cristo Jesus.

Todos pecaram

Todos são pecadores e necessitam de arrependimento, confissão e perdão.

Quando nos arrependemos do pecado e desejamos estar na presença de Deus, podemos simplesmente aceitar a cobertura que Deus nos oferece para nos achegar a Ele: revestidos de Cristo Jesus – por seu sangue. Quando aceitamos a solução de Deus e nos revestimos de Cristo Jesus, ele olha para nós e vê que seu filho inocente foi morto em nosso lugar, pagando com a vida o preço pelo nosso pecado. A pele do cordeiro é prova de que seu sangue foi derramado para o perdão do pecador. É assim que Deus nos aceita em sua presença: olhando para o sacrifício de seu filho, pois nossa justiça própria não é capaz de afastar nosso pecado e nos aproximar de Deus – a solução humana não passa de folha de figueira, incapaz de nos fazer permanecer na presença de Deus.

Vamos, agora, preencher dois versículos bíblicos que nos mostram essa realidade:

(1 João 1:8-9) Se dissermos que não temos ________________ nenhum, a nós mesmos nos ____________________, e a verdade não está em nós.  Se ______________________ os nossos ______________________, ele é fiel e justo para nos ___________________ os pecados e nos ________________________ de toda injustiça.

(Hebreus 9:22) 22 Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se __________________________; e, sem derramamento de sangue, não há _______________.

Abel e Caim

Para nos certificar que Deus preservou o método de salvação desde Adão até os nossos dias, vamos ver alguns dos principais acontecimentos que nos asseguram que esse projeto de Deus é imutável e não inclui nenhuma outra figura além da que foi apresentada no Éden.

Depois da salvação de Adão, Deus estendeu essa mesma salvação aos seus descendentes, já que eles já nasceriam com a semente do pecado por causa do erro de seus pais. Podemos ver que desde os primeiros filhos de Adão e de Eva, a bíblia já nos mostra como Deus pretendia levar adiante esse projeto de salvação.

A história de Abel e de Caim nos mostra isso.

Adão e Eva tiveram dois filhos, Abel e Caim. Os dois apresentaram ofertas a Deus para agradá-lo. Caim ofereceu o fruto do seu esforço, do seu suor, apresentando a Deus o melhor da sua plantação. Mas Deus NÃO aceitou a oferta de Caim. Abel, por sua vez, apresentou como oferta o sacrifício de um animal e deste sacrifício Deus se agradou:

Preencha, a seguir, o versículo bíblico que conta essa história:

(Gênesis 4:2-5) 2 Depois, deu à luz a Abel, seu irmão. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim, lavrador.  3 Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do _________________ uma oferta ao Senhor. 4 Abel, por sua vez, trouxe das primícias do ___________________________ e da gordura deste. Agradou-se o Senhor de ____________ e de sua oferta; 5 ao passo que de ____________ e de sua oferta ________ se agradou.

Observe que desde o princípio Deus já mostrava que o homem NÃO poderia agradar a Deus pelos seus próprios méritos, pelo seu próprio esforço, por melhores que fossem as intenções. O modo de agradar a Deus sempre foi por meio de seu projeto de salvação, revelado no sacrifício de Jesus.

Preencha o versículo, a seguir, que nos mostra que esse princípio não mudou no novo testamento:

(Efésios 2:8-9) “8  Porque pela _______________ sois salvos, mediante a ____; e isto não vem de vós; é dom de Deus; 9  não de ____________, para que ninguém se glorie.”

A salvação dos homens no velho testamento

Depois de Abel e Caim, Deus continua a nos mostrar no velho testamento que o caminho da salvação do homem só pode se dar pelo sacrifício do inocente no lugar do pecador. É bom observar que naquele tempo o projeto de Deus era representado por tipos, figuras e símbolos.

Quando vemos uma planta de engenharia de um prédio (um projeto), não temos a noção exata do que será o prédio quando pronto. Só conseguimos ver os traços e imaginar como será o prédio depois de acabado. De modo parecido, no velho testamento os homens só tinham a planta do projeto de Deus para a salvação do homem. Só conheciam os desenhos,  os símbolos e as figuras. Assim viveu o homem do velho testamento, trabalhando em cima de um projeto que só ficaria pronto milhares de anos mais tarde. Mas era necessário seguir o projeto à risca, sem se fazer qualquer modificação. Caso contrário, o projeto não seria de Deus, mas do homem e sem condição de cumprir o propósito de Deus para a salvação do homem.

No projeto apresentado no velho testamento o homem poderia ter acesso a Deus e perdão dos seus pecados através da morte de um animal inocente, que seria sacrificado no lugar do pecador. Vejam que esta é uma representação daquilo que Deus já havia estabelecido no Éden!

De Caim e Abel até Moisés – um breve relato

1.  Após Caim e Abel, Adão e Eva tiveram outros filhos e filhas. Algumas pessoas perguntam “com quem Caim se casou”. A resposta é simples: como seus pais tiveram outros filhos e filhas ele pode ter se casado com uma irmã ou até com uma sobrinha (no início de tudo, isto era permitido e necessário).

2.  Os seres humanos começaram a se multiplicar e a encher toda a Terra. Alguns homens continuaram temendo e servindo a Deus. Porém, a maioria da humanidade acabou seguindo o caminho do pecado; se tornaram tão maus e imorais que Deus decidiu destruir a humanidade através do dilúvio. Porém, Noé (servo de Deus) e toda a sua família foram salvos juntos com casais de toda espécie de animais.

3.  Após o dilúvio eles tiveram que repovoar a Terra, o que levou mais centenas e milhares de anos. Porém, apesar das lições de Deus, a humanidade continuava se desviando para as coisas que entristeciam a Deus: inventavam falsos deuses feitos pela mão do homem e os adoravam, praticavam todo tipo de imoralidade, principalmente perversões sexuais (prostituição, homossexualismo etc), motivo que levou à destruição de Sodoma e Gomorra. Romanos 8:7 – “Por isso, o pendor da carne é ______________ contra Deus...

4.   Com tudo isso, sempre havia uma ou mais pessoas que permaneciam fiéis a Deus. O Senhor decidiu separar um Povo para ser fiel a Ele. O Senhor escolheu um Homem fiel e temente a Deus - seu nome era Abraão, o qual se tornou pai de uma grande Nação. De Abrão nasceu Isaque; de Isaque nasceu Jacó (teve seu nome mudado para Israel). De Israel nasceram 12 filhos, os quais formaram as doze tribos de Israel; um desses filhos era José, o qual foi vendido como escravo para o Egito. Depois, todos os irmãos de José tiveram que ir morar no Egito, aonde se multiplicaram e foram escravizados por 400 anos.

5.  Deus, então, escolheu e preparou Moisés para libertar o povo da escravidão (já eram cerca de 3 milhões de pessoas). Após as 10 pragas do Egito, o povo foi libertado, passando pelo mar vermelho e marchando pelo deserto rumo à TERRA PROMETIDA.

Pronto. Chegamos aonde queríamos!

O projeto de salvação em tipos, símbolos e figuras no deserto

No deserto, Moisés começou a receber a Palavra de Deus e a registrá-la. Nessa tarefa, Deus faz com que Moisés estabeleça uma lei que exigia que o povo de Deus sacrificasse um animal inocente para que seus pecados fossem perdoados e para que eles pudessem se achegar à santa presença de Deus. Vejam que na lei de Deus, dada por meio de Moisés, Deus estava apenas registrando o mesmo plano que havia preparado desde o Éden.

Deus disse para Moisés construir um templo (Tabernáculo), onde Deus falaria com o homem. Este templo tinha o pátio de fora e uma tenda dividida em duas partes bem fechadas e separadas por um véu: o Lugar Santo e o Lugar Santíssimo, onde Deus falava.

Quando o homem pecasse ou quisesse agradar a Deus com sua oferta, a lei de Deus o instruía a levar ao tabernáculo um animal sem defeito para o sacrifício. Quando ele chegava no tabernáculo, impunha a mão sobre a cabeça do animal, simbolizando a transferência do seu pecado para o animal. Em seguida, o animal era sacrificado e o sangue desse animal era a prova de que um inocente havia morrido no lugar do pecador. Assim, Deus redimia (perdoava) o pecador e aceitava sua adoração e oferta. Preencha o versículo, a seguir, que nos mostra esse fato:

(Levítico 4:27-29) “27 Se qualquer pessoa do povo da terra __________ por ignorância, por fazer alguma das coisas que o SENHOR ordenou se não fizessem, e se tornar ____________; 28  ou se o pecado em que ela caiu lhe for notificado, trará por sua _________ uma cabra sem defeito, _________________________. 29  E porá a __________ sobre a __________ da oferta pelo pecado e a _______________ no lugar do holocausto.”

Era esse o ritual de purificação e de comunhão com Deus estabelecido no velho testamento. Se o homem fizesse de um jeito diferente, fora desse projeto, o Senhor não aceitava a sua oferta. Deus é amor, mas espera que aceitemos o seu projeto assim como Ele estabeleceu. Deus não aceita que o adoremos ou que nos acheguemos a Ele do nosso próprio modo, da maneira como achamos melhor.

O cordeiro de Deus

Desde Adão, passando por Moisés e durante todo o velho testamento, o Senhor estava revelando um projeto para o homem o seguir. Esse projeto estava dizendo que só havia um jeito do homem voltar à presença de Deus: um Cordeiro Perfeito tinha que morrer no lugar do homem para perdão de seus pecados – o sangue do inocente deveria ser derramado. Mas este animal estava apontando, simbologicamente e profeticamente, para o Messias, o Salvador que um dia seria mandado por Deus para cumprir o Plano de Salvação.

Ainda no velho testamento, Deus deixou registrado muitas profecias que nos mostram que aquilo que os nossos antepassados só conheciam por símbolos e figuras nos seria revelado claramente. E a realidade daqueles símbolos já podem ser observadas no novo testamento.

Como? Hoje, já sabemos que Jesus foi o cordeiro de Deus, puro e sem culpa, que morreu em nosso lugar. Nós é que deveríamos morrer pelo nosso pecado. Mas, Deus nos aceita quando olha para nós e vê sobre nós o sangue de Cristo, como marca que aceitamos esse projeto e nos submetemos a ele. Assim, somos perdoados, temos comunhão com Deus e passamos da morte para a vida eterna. Isto é, mesmo se deixarmos o corpo físico na morte, a nossa alma continuará na presença de Deus eternamente.

Preencha os versículos que nos mostram essa verdade bíblica do novo testamento:

(João 1:35-36) 35 No dia seguinte, estava João outra vez na companhia de dois dos seus discípulos  36 e, vendo Jesus passar, disse: _________________________________!

(João 5:24) “ Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra [de Jesus] e crê naquele que me enviou tem a _________________, não entra em _________, mas passou da ___________ para a ______________.”

Profecias acerca do projeto de Deus

Agora, vamos ver algumas profecias do velho testamento que apontavam que o projeto de Deus seria revelado em Jesus Cristo:

Complete, a seguir, os versículos do que trazem profecia sobre como Jesus nasceria de uma virgem, na cidade de Belém, que seria rejeitado, perseguido, traído, que sofreria por nós, que morreria e que venceriam a morte, sendo nosso Salvador e Senhor, levando nossos pecados, nossas dores, nossas maldições e nos dando vida abundância, vida eterna:

(Isaías 53:3-11) 3 Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer; (...) 4 Certamente, ele tomou sobre si as nossas _______________________ e as nossas __________________ levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. 5 Mas ele foi _____________________ pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o _____________________________________ estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos _____________________. 6 Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o Senhor fez cair sobre ele a __________________________________. 7 Ele foi oprimido e humilhado, mas não abriu a boca; como ____________________________________________; e, como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca. (...) 11 Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará _____________________; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as ___________________________levará sobre si.

(Salmos 22:1, 6-10; 14-17) “1 Deus meu, Deus meu, por que me _______________________? (...) 6  Mas eu sou verme e não homem; opróbrio dos homens e desprezado do povo. 7  Todos os que me vêem zombam de mim; afrouxam os lábios e meneiam a cabeça: 8  Confiou no SENHOR! Livre-o ele; salve-o, pois nele tem prazer. 9  Contudo, tu és quem me fez nascer; e me preservaste, estando eu ainda ao seio de minha mãe. 10  A ti ___________________ desde o meu nascimento; desde o ventre de minha mãe, tu és meu Deus. (...) 14  Derramei-me como água, e todos os meus ossos se desconjuntaram; meu coração fez-se como cera, derreteu-se dentro de mim. 15  Secou-se o meu vigor, como um caco de barro, e a língua se me apega ao céu da boca; assim, me __________________. 16  Cães me cercam; uma súcia de malfeitores me rodeia; traspassaram-me as ____________________. 17  Posso contar todos os meus ossos; eles me estão olhando e encarando em mim. 18  Repartem entre si as minhas _____________ e sobre a minha túnica deitam sortes.”

Esse Messias é JESUS, o qual, sendo Deus, se fez carne e habitou entre nós; foi enviado pelo Pai por amor de nós. Inocente e sem pecado foi sacrificado em nosso lugar. Sofreu humilhação diante de pessoas que o xingavam e, ao final, repartiram as suas vestes.

Para encerrar, vamos completar um versículo que nos mostra no novo testamento esse maravilhoso projeto de Deus para a nossa salvação:

(João 3:16) “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que _____________________ unigênito, para que ___________ o que nele crê ____________, mas tenha a ____________________.”

Hoje, para nós o projeto de Deus já não é mais simbólico, mas uma realidade. Após a queda do homem lá no Éden e todo o seu sofrimento de estar longe de Deus, o Senhor enviou seu próprio Filho para ser o Nosso Cordeiro, o Nosso Salvador:

CONCLUSÃO: nesta lição falamos do Projeto Estabelecido por Deus para o Resgate da Humanidade e do início de sua Consumação. Na lição 3 falaremos sobre a CONSUMAÇÃO!

DÚVIDAS:_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Que Deus o abençoe!


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!