A escolha certa

A escolha certa

Durante o tempo em que residimos aqui neste mundo, diariamente tomamos muitas decisões. Umas importantes, outras nem tanto. Entre todas as decisões que você já tomou nesta vida, há uma que, se você ainda não tomou, no mínimo é preciso refletir a respeito. É uma escolha que está acima de suas escolhas profissionais, sentimentais ou rotineiras. É uma decisão que diz respeito ao lugar onde você deseja morar depois da sua passagem aqui neste mundo, ou seja, depois da sua morte.

Mas, para pensarmos nisso, é necessário primeiro afirmarmos que há vida depois da morte. E essa vida, que continuará eternamente, pode ser passada ao lado do nosso criador DEUS, do nosso salvador JESUS, do nosso consolador, o ESPÍRITO SANTO, e de todos aqueles que os seguiram aqui neste breve tempo aqui na terra. Senão, vejamos:

João 3:16  Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

(Daniel 12:2)  Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno.

Não podemos viver preocupados somente com o dia de hoje, se pretendemos viver também no dia de amanhã. É certo que o dia de amanhã trará seus próprios cuidados, mas é no dia de hoje que podemos fazer a provisão para o amanha. Se não estamos felizes no dia de hoje, não devemos, por isso, ficar prostrados, pois hoje é o dia em que podemos fazer algo para que o amanhã seja um dia feliz. Se já estamos felizes no dia de hoje, devemos agir com prudência para garantirmos que essa felicidade se perpetue.

 Você já pensou que amanhã pode ser o dia em que você deixará este mundo? Você está preparado para isso? Ou nem quer pensar sobre isso? Saiba que o corpo não é feito apenas de carne e ossos, sangue e músculos. Você tem uma alma e um espírito. A carne, os ossos, os músculos e as entranhas você sabe para onde irão. Mas, e sua alma e seu espírito? Para onde irão, já que são partes eternas do seu ser?

Hoje é o dia em que você pode definir para onde quer que seu ser espiritual habite eternamente. Isso vai depender da escolha que você fizer hoje. Uma boa escolha no dia de hoje pode definir uma felicidade não apenas para o dia de amanhã, mas para toda a eternidade.

Não é difícil notar que há coisas boas e coisas más no mundo. Há atitudes boas e atitudes más. Relações boas e relações más. Por que isso? Porque há duas forças atuando no mundo – bom e mau; bem e mal. De acordo com esses conceitos, há atitudes certas e atitudes erradas. Nós temos essa noção dentro de nós, mesmo não tendo ouvido falar nisso. No mundo invisível, espiritual, há duas realidades - Deus (o bom e o bem) e o Diabo (o mau e o mal); anjos bons, que são seres espirituais criados por Deus para ajudá-lo a cumprir sua tarefa, e anjos maus, chamados de demônios. Se você crê na existência do Deus da bíblia, não tem como negar a existência de Satanás, pois a fonte que informa a existência de Deus é a mesma fonte que informa a existência de Satanás, ou seja, a bíblia.

A bíblia nos esclarece que Satanás e seus anjos maus foram criados por Deus. Observe que Deus não criou o mau, mas criou anjos perfeitos e bons. Entretanto, um dos principais anjos criados por Deus, tomou-se de inveja e soberba, resolvendo tomar o lugar do seu criador. Como não podia destituir Deus do seu trono sozinho, persuadiu 1/3 dos anjos de Deus a segui-lo nessa rebelião contra o criador.

Esses anjos persuadidos pelo sentimento mau que brotou em Satanás fizeram uma escolha de se rebelar contra Deus juntamente com Lúcifer, um arcanjo também chamado de Belzebu, Satanás ou Diabo. A rebelião fracassou, dado o poder superior de Deus sobre toda a sua criação, e Satanás e seus anjos foram expulsos do céu e lançados para a terra.

(Apocalipse 12:7-9)  Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos; todavia, não prevaleceramnem mais se achou no céu o lugar deles. E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos.

Assim, o mundo espiritual, invisível aos nossos olhos, ficou dividido entre o bom e o mau; o bem e o mal. A terra, hoje, está sujeita a essas duas atmosferas: bom e mau. Anjos bons e anjos maus rondam a terra o tempo todo.

(1 Pedro 5:8)  Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;

(Jó 2:2)  Então, o SENHOR disse a Satanás: Donde vens? Respondeu Satanás ao SENHOR e disse: De rodear a terra e passear por ela.

 (Mateus 12:43)  Quando o espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos procurando repouso, porém não encontra.

Como visto, a bíblia nos ensina que Satanás está ao derredor procurando oportunidade para agir e trazer o mau aos homens, com o fim de separá-los de Deus eternamente e arrastá-los para o mesmo lugar que está designado para ele e para seus anjos malignos. O Espírito Santo de Deus também habita na terra, assim como nas regiões celestiais, e sua tarefa é de selar, guardar, preservar e proteger o povo de Deus (aqueles que escolheram servir a Deus), bem como atrair e ganhar pessoas que ainda não escolheram a Deus em seu modo de viver.

E você? Já fez sua escolha? Essa decisão só você pode tomar. Ninguém pode fazê-la por você, já que Deus deu aos homens o livre arbítrio. Nem mesmo Deus pode livrá-lo do mau se você ainda não decidiu por seguir somente a Deus em sua vida.

Lembre-se: más escolhas trazem suas próprias conseqüências.

O PRIMEIRO PASSO A SER DADO

Após aceitar a palavra de Deus como a verdade, você precisa seguir os passos que ela nos orienta para seguirmos para Deus: a primeira coisa a ser feita é nascer de novo.

(João 3:3)  A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

Mas, o que significa isso? Essa pergunta também foi feita por um religioso no tempo em que Jesus esteve aqui na terra:

Ao que Jesus respondeu:

(João 3:5-6)  Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus.  O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito.

Deve-se notar que Jesus está falando sobre o nascimento espiritual e não sobre um novo nascimento da nossa carne. Nossa vida física já foi concebida, ou seja, passamos a existir na atmosfera terrena no momento da nossa concepção. Mas como já foi dito, você não é feito apenas de carne, ossos, músculos e entranhas. Você tem um espírito e uma alma que habitam em seu corpo. A bíblia nos ensina que seu espírito, embora já habitando em você desde a sua concepção na carne, está inativo dentro de você. É como o corpo morto que não se comunica com o ambiente externo. Podemos dizer que o espírito dentro do homem só está vivo se estiver em comunicação com o Espírito de Deus. Logo, o espírito do homem que não se comunica com Deus está morto. O despertamento desse espírito para livre comunhão com o Espírito de Deus é o que chamamos de novo nascimento, ou seja, um nascimento espiritual.

Mas como despertá-lo? A bíblia nos ensina que o que impede a comunicação do homem com Deus (comunhão) é o pecado.

(Isaías 59:2)  Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça.

(Romanos 6:23)  porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Logo, o nosso espírito e, consequentemente, nossa alma estão mortos e obscurecidos por causa do pecado. Para despertarmos nosso espírito e recomendarmos nossa alma para Deus é necessário termos a consciência do nosso próprio pecado e nos arrependermos dele.

Vejamos o que a bíblia diz sobre nossa condição original diante de Deus:

 (1 João 1:8-9) Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós.  Se confessarmos os nossos pecadosele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.

Ao fazermos isso, nascemos da água (queremos estar limpos e purificados) e damos acesso ao nascimento do Espírito, pois agora já podemos ter comunhão com o Espírito Santo de Deus, convidando-o a habitar em nossa vidas. Com o Espírito Santo habitando em nós, o nosso espírito está vivo, já que, agora, pode se comunicar com Deus com liberdade. Isso é o nascer da água e do Espírito a que Jesus se referiu.

Em resumo, quando as mães dão à luz a seus filhos, eles são “carne nascida da carne”. Quando o Espírito Santo de Deus entra em sua vida dá vida ao seu espírito humano, você, então, é espírito gerado pelo Espírito. Assim como o nascimento físico só pode ocorrer de uma forma, o mesmo ocorre com o nascimento espiritual.

Do mesmo modo que uma pessoa não pode gerar um bebê sozinha, o homem não pode dar vida ao seu espírito sozinho. Você não pode dar vida espiritual a si mesmo. Há um processo físico natural que precisa estar em operação para que um bebê venha a nascer, e há um processo (espiritual) sobrenatural que precisa estar em operação para que seu espírito receba novo nascimento.

Qual é o processo? Se você decide hoje que quer ser nascido de novo, o que você precisa fazer?

Primeiro, reconheça e admita que você está espiritualmente morto por causa do pecado em sua vida. Romanos 3:23 diz: Pois todos pecaram e carecem da Glória de Deus. Ninguém está sem pecado! Não tenha medo de admitir que você é um pecador.

Em seguida, confesse os seus pecados. Confessar significa verbalizar. Há um efeito purificador se você verbaliza com a sua boca as coisas que fez de errado e das quais quer se livrar. Essas coisas estão armazenadas dentro de você, e é exatamente elas, a memória delas, a sensação de elas serem erradas, que o têm deixado nas trevas.

Confesse seus pecados ao seu Pai do céu. É o caminho de Deus para libertá-lo deles. Você se livra deles pela confissão, e Ele substitui o pecado por perdão. Ele o purifica. É como receber um banho por dentro.

Portanto nós vimos que o primeiro passo em direção à vida eterna com Deus é ser nascido de novo e isso inclui:

  1. admitir que você é um pecador;
  2. se arrepender e confessar o seu pecado.

Isso significa encarar a verdade a respeito de si próprio. É difícil enfrentar a verdade. Admitir nossas falhas dói. Satanás quer mantê-lo no engano, mas Deus quer que você enfrente a verdade e saia da morte para a vida.

Em breve darei continuidade a esse tema. Mas, de imediato, sugiro que você procure uma igreja evangélica para ser ajudado neste processo de regeneração.

Pr. Sólon Lopes Pereira


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!