Carta 057

17/04/2016 22:39

Em 16 de abril de 2016, (...) escreveu:

 
Prezado Sr. Sólon,
 

Eu li anos atrás uma parte de uma carta sua na internet. Ela estava aberta ao público. Acho que era no site 4Share. Eu tentei procurá-la para ler, mas não achei. Um conhecido que me mostrou na época. Ela era muito esclarecedora. O senhor ainda disponibiliza? É para fim pacífico. Eu era da Maranata. Eu mandei uma carta de desligamento anos atrás e não estava bem emocionalmente. Eu às vezes visito com minha mãe a igreja. Eu fiquei na Maranata uns 16 anos. Eu tentei entender a perturbação na igreja. Eu queria dar uma olhada de novo em sua história. Se o senhor permitir, ajudar-me-á a entender algumas coisas. Grato.

Resposta, em 17 de abril de 2016:

Prezado (...), paz!

 
De fato, há muito tempo retirei da internet o testemunho que havia publicado no ano de 2008. Naquele tempo eram raríssimas as manifestações que criticavam publicamente doutrinas e procedimentos da Igreja Cristã Maranata. Aos poucos, foram aparecendo centenas de pessoas expressando seus próprios testemunhos e, inclusive, surgiram sites e blogs apresentado denúncias das mais diversas. A manifestação pública hoje tornou-se ainda mais fácil com o surgimento das redes sociais.
 
Diante disso, percebi que minha contribuição até serviu para aquele tempo, mas hoje não faz mais sentido, razão pela qual retirei da internet todo o conteúdo que eu tinha publicado sobre doutrinas e procedimentos que dizem respeito à Maranata. O que se passa no âmbito da Igreja Cristã Maranata não me diz mais respeito. Estou afastado da ICM há 11 anos e espero, sinceramente, que hoje as coisas por lá estejam diferentes de quando eu saí. Não que eu seja indiferente aos que porventura precisem de auxílio, mas acredito que já há informações suficientes na internet que ajudam as pessoas a tirarem suas dúvidas.
 
Quanto às dificuldades que você teve ao deixar a ICM, deixe-me contar um pouco do que aconteceu comigo.
 
Minha experiência fora da Igreja Cristã Maranata foi excepcional. Graças a Deus, não me escondi em nenhuma outra grande denominação, pois, sem as estruturas de um sistema tradicional me protegendo, tive que aprender a ser pastor dependendo apenas de Deus e de poucos amigos. 
 
Amado, quem não tem muita convicção, amigos verdadeiros, força, coragem e fé não suporta o que passamos. Mas, minha opção nunca foi por comodismo, por isso prossigo com perseverança minhas convicções, independententemente do movimento das maiorias. 
 
Respeito a todas as denominações e gosto muito de manter minha comunhão com todos, mas, amo de paixão o trabalho humilde, simples e despretencioso que temos realizado.
 
Todo o sofrimento, pressão e adversidades valem a pena quando servimos a Deus somente por amor.
 
Espero que você encontre seu caminho.
 
Estou enviando o texto que você solicitou, ok?
 
Fica na paz do Senhor Jesus!
 
Pr. Sólon

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!